A ESTAÇÃO NO 
                CLIMA DO OUVINT
E

    


Doze meninos e o técnico de futebol são retirados de caverna após três dias de resgate

10 JUL 2018
10 de Julho de 2018
Após três dias de resgate, 12 meninos e o seu técnico de futebol foram retirados da caverna Tham Luang, no norte da Tailândia, e passam bem. A operação desta terça-feira (10/07) foi a mais desafiadora, porque chovia e o número de resgatados foi superior ao das missões anteriores.
Como estava previsto, o técnico, Ekkapol Chantawong, de 25 anos, foi o último a voltar à superfície. Oito crianças - em dois grupos de quatro pessoas - do time de futebol chamado "Javalis Selvagens" já tinham sido retiradas da cavidade subterrânea desde o começo das operações, no domingo (08/07).
De acordo com o jornal “The Guardian”, prosseguem os trabalhos para a retirada de um médico e três fuzileiros navais que entraram na caverna para dar assistência ao grupo. Além da Marinha, líderes internacionais, como o presidente Donald Trump e a premiê Theresa May, comemoraram o sucesso da operação de resgate.
Ao sair da caverna, os resgatados passam por um hospital improvisado montado na saída da caverna. Em seguida, são transferidos de ambulância para um helicóptero para serem levados ao hospital da província de Chiang Rai, que fica a cerca de 70 km. Nesta terça, houve certa demora em transferir os meninos para o helicóptero, mas três ambulâncias foram vistas deixando o local, de acordo com a BBC.
As oito primeiras crianças trazidas para a superfície permanecem internadas, mas passam bem. Elas estão em quarentena para evitar alguma infecção já que a saúde do grupo ficou fragilizada por um longo período de jejum forçado.
O caso
No dia 23 de junho, o time de futebol "Javalis Selvagens" entrou na caverna após um treino e foi surpreendido pelas fortes chuvas, que provocaram a inundação das galerias subterrâneas. O grupo passou nove dias desaparecido até que dois mergulhadores britânicos os localizassem na segunda-feira (02/07). Abatidos, eles estavam sobre uma rocha a mais de 4 km da entrada da gruta.

Voltar