A ESTAÇÃO NO 
                CLIMA DO OUVINT
E

    


Estado Islâmico usa de WhatsApp a Twitter para promover 'terrorismo viral'

26 NOV 2015
26 de Novembro de 2015
Troca de mensagens criptografadas por WhatsApp e Telegram. Hashtags espalhadas pelo Twitter. Selfies no Instagram. Vídeos no YouTube. Troca da moeda virtual bitcoin. Parecem inocentes ações de quem é antenado em tecnologia, mas é a forma como usa a internet o grupo jihadistas Estado Islâmico, que, na opinião de especialistas, faz uso sem precedentes dos meios digitais, a ponto de os Estados Unidos chamarem o movimento de “terrorismo viral”. 

A atuação digital do EI não se resume a propaganda. "O grupo terrorista está usando essas tecnologias e sites hospedados nos EUA para recrutar, encorajar pessoas a executar ataques terroristas em todo o mundo e para levantar dinheiro”. A atividade digital não ocorre sem que os militantes tomem cuidado. Pesquisadores do Centro de Combate ao Terrorismo de West Point descobriram um manual de cibersegurança apresentado a recrutas. O intuito é empregar serviços que usem criptografia (embaralham as mensagens) ou passem por sistemas que impedem rastreamento.

Foto publicada no Instagram pelo perfil Jihadology, associado ao Estado Islamico. (Foto: Reprodução/Instagram/Jihadology)

Voltar