A ESTAÇÃO NO 
                CLIMA DO OUVINT
E

    


Acusada de matar empresária em briga de trânsito vai a júri popular em Macaé

26 SET 2018
26 de Setembro de 2018
Teve início, nesta quarta-feira (26/09), no Fórum de Macaé, o julgamento de Islay Pereira Souza, acusada de matar a empresária Raquel Mello Mota, de 39 anos, com três golpes de estilete durante uma briga de trânsito no mesmo município, em novembro de 2017.
Ministério Público, a defesa e a acusação da ré, além do corpo de jurados, que é formado por sete pessoas, participam do julgamento. Islay vai passar por júri popular.
O CRIME
A acusada fugiu após a briga, mas se entregou à polícia cinco dias depois do crime e foi encaminhada ao Presídio Feminino Nilza da Silva Santos, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.
De acordo com as investigações, a acusada perseguiu Raquel até a entrada do condomínio onde a vítima morava e a atacou com um estilete.
Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento da briga. Quando se entregou, a mulher disse ter agido em legítima defesa, segundo informações da Polícia Civil. O porteiro do condomínio afirmou em depoimento que foi a acusada quem agrediu primeiro a vítima.
Na decisão que determinou a prisão, o juiz Wycliffe de Melo Couto destacou a gravidade dos fatos. Raquel era casada e deixou uma filha de 13 anos.

Voltar