A ESTAÇÃO NO 
                CLIMA DO OUVINT
E

    


Acusado de matar radialista é preso por tentativa de homicídio em Atafona

18 JUN 2018
18 de Junho de 2018
Um desentendimento entre familiares resultou em uma tentativa de homicídio por volta das 21h deste sábado (16/06), no bairro Cehab, em Atafona, distrito de São João da Barra. O acusado de matar o radialista Renato Machado, em janeiro de 2013, foi preso em flagrante pelo crime de ontem.
De acordo com informações da polícia, após solicitação para proceder até a praça da Cehab para averiguar possível disparo de arma de fogo, foi perguntado aos moradores se viram algo a respeito, que responderam nada ter visto, porém escutaram um “barulho” parecendo ser de tiro. Outras buscas foram realizadas próximo ao local a fim de localizar algum suspeito, foi quando Gilmar Barreiras Ramos Junior, de 38 anos, o “Cachaça”, abordou a guarnição, informando ser a vítima dos disparos. A vítima, até então, informou que sabia quem era o autor e levaria a polícia até ele.
A polícia acrescenta, ainda, que foi com a “vítima” até local informado e não encontrou o suposto autor. “Cachaça” foi encaminhado para a 145ª DP. de São João da Barra. Em posse de novas informações, dando conta que a motivação da tentativa de homicídio teria sido um desentendimento entre T.V.N., 30 anos,que seria parente de “Cachaça”, e C.S.M., 22 anos.
De acordo com a polícia, “Cachaça” teria ido ao local para resolver a situação e que a arma estaria na casa de T.V.N. onde uma nova diligência foi feita na tentativa de encontrar o revólver, não sendo localizado. A mãe do suposto “autor” compareceu a DP para ter informações do fato, sendo aconselhada a entrar em contato com o filho para comparecer até a delegacia para dar esclarecimentos. O suposto autor datentativa chegou minutos depois com uma pessoa que teria testemunhado “Cachaça” efetuar o disparo.
Os envolvidos foram encaminhados para a 146ª Delegacia de Polícia de Guarus, em Campos, onde, após ouvir todas as partes envolvidas, “Cachaça”, até então vítima, foi enquadrado no crime de tentativa de homicídio, permanecendo preso.
“Cachaça” tem passagem por tráfico de drogas, roubo e furto, receptação, lesão corporal e homicídio. Ele foi preso em 2013 pelo crime de homicídio contra o radialista; e também no dia 22 de março de 2014, em uma operação de policiais civis de três delegacias da região, na comunidade da Tira Gosto, em Campos. Ele teria feito várias ameaças de morte contra a delegada Madeleine Farias, responsável pelo caso do radialista na época do crime.

Voltar