A ESTAÇÃO NO 
                CLIMA DO OUVINT
E

    


Sindicato dos Bancários protesta contra a Reforma da Previdência em Itaocara

14 MAI 2019
14 de Maio de 2019
O Sindicato dos Bancários de Campos dos Goytacazes e Região protesta, na manhã desta terça-feira (14), contra a Reforma da Previdência no Centro de Itaocara. O grupo estendeu faixas em frente à agência da Caixa Econômica Federal, recolhe assinaturas contra a reforma e pretende realizar uma pequena passeata pelo Centro. 
"A reforma tem que acontecer, mas tem alguns pontos que não pode! Um cara que trabalha com serviço braçal, ele não consegue trabalhar os 40 anos com serviço braçal e termina morto. As professoras, prestes a se aposentar com 25 anos de magistério, vão ter que trabalhar por mais 12 anos.", explica o presidente do sindicato, Rafaneli Alves Pereira. 

   "Vai diminuir as aposentadorias. Do primeiro dia ao décimo dia útil do mês, quem movimenta a economia do município são os aposentados. Isso vai ser um drama total em todos os municípios. Em todos os municípios da região, vai cair drasticamente a economia. Estamos pedido apoio da população. Se a população não estiver envolvida, quem vai sofrer é o município.", concluiu Pereira.

    Além das faixas, o grupo tem recolhido assinaturas contra a Reforma da Previdência. O abaixo-assinado será entregue no final de maio à Câmara dos Deputados em Brasília. O recolhimento de assinaturas ocorre em todo o Brasil. Para assinar, o interessado deve levar apenas o documento de identidade.

   O sindicato também pretende promover uma pequena passeata pelo centro de Itaocara às 11h. O objetivo é chamar a atenção sobre as consequências consideradas negativas pelo sindicato, obter mais assinaturas e o apoio da população.

   Sindicato dos Bancários de Campos e Região atende, além de Campos, os municípios de Aperibé, Cardoso Moreira, Italva, Itaocara, São Fidélis, São Francisco de Itabapoana e São João da Barra, e é ligado à Confederação Nacional dos Trabalhadores Financeiros (Contraf-CUT). O movimento intitulado "Caravana Contra a Previdência" já percorreu outras cidades e a pretensão é de chegar a Aperibé nos próximos dias.

Voltar